terça-feira, março 21, 2006

Sobre a obesidade

Notícia da ZH, Zero Hora, periódico de Porto Alegre, neste domingo: muitos obesos são desnutridos de acordo com a ONU e grande parte dos obesos estão nesta categoria, obviamente.
  • Já sabia disso a muitos anos atrás, mas agora estão compreendendo melhor a todos os seres da natureza e seus arredores.
  • Considera-se que a maioria dos obesos são pobres e por isso compram alimentos mais baratos e que engordam mais.
  • Na minha opinião, pesa muito a falta de fibras na alimentação. Todos os atuais refinados contém calorias vazias que causam desnutrição. E os alimentos integrais quase sempre são mais caros. Consumindo refinados as pessoas também perdem alguma proteção signifcativa contra o nervosismo e se alteram muito aumentando a violência. O pior neste sentido é o açúcar refinado que possui o dom de irritar sobretudo se aliado a cafeina do café preto.
  • A ONU deve mesmo meter a colher neste assunto e o governo brasileiro também. Mas, em todo caso as preferências pessoais devem ser muito respeitadas, assim como a privacidade das pessoas. Valha-me aqui a democracia e a liberdade.
  • É preciso substituir o doce cada vez mais pela fruta, tendo em vista que o excesso de açúcar não leva apenas a obesidade, mas a diabete e a problemas de glicose.
  • O que é saudável deve ter um preço justo.
  • Felizmente o mercado está sendo obrigado a revisar seus interesses na medida em que as pessoas se dão conta de que precisam alimentar-se de forma saudável.
  • Verduras bem leves como alface, radiche, chicória e agrião gastam mais calorias para serem ingeridos do que as calorias que contém em si. Por isso emagrecem. Devem ser ingeridos com abundância por pessoas que querem emagrecer. De preferência um prato cheio antes do prato principal.
  • Refrigerantes e salgadinhos são muito baratos, mas engordam muito.

_Não querem comer moscas. Nisso é que dá... Estão gordos e subnutridos então. Essa gente precisa ficar forte.

|

Links to this post:

Criar um link

<< Home