terça-feira, janeiro 24, 2006

Mim também escrever

Foi quase assim:

Eu disse alguma coisa errada e uma colega hoje amiga não concordou e me deu um tabefe no braço..
E eu lhe disse toma esse para não se meter mais comigo, e lhe disse ainda: Toma esse também para aprender a não ser agressiva e mais este outro para não esquecer. E o tempo passou e senti uma força daqueles tapas que tinha dado e por algum tempo fui usando a lição que aprendi comigo mesma. Parecia me dar poder. Até que um dia veio uma multidão, pois o povo achou que um só não servia para mim e apareceram muitos covardes com ferramentas nas mãos querendo me bater. Eram cabos de vassouras, varas de marmelo e outros instrumentos que não me matariam, mas me deixariam toda ruim. Pois eu sai correndo e voltei a velha lição do Direito Pátrio, não a de não exceder os meios de defesa. Que coisa, não?

<><><>

Outra:

Foto escrita:

Um mendigo terminou o pão que recebeu quando estava com muita fome. No guardanapo de papel restaram migalhas. As pombas cercam o mendigo. Neste momento ele é um santo mendigo e São Francisco de Assis se puder ver vai sentir-se muito bem, vai colocar as mãos na cabeça do pobre homem que sacia a sua fome no presente e conta com os passáros do amanhã e as migalhas de hoje.
<><><>

Era só.

_Conta mais.

_Agora não posso. E nem sei quais serão as idéias que vou ter ou não. Para que saber?

|

Links to this post:

Criar um link

<< Home