segunda-feira, dezembro 19, 2005

Reflexo

Gostaria de ter plenitude
do horizonte
e ser como o colo da terra que abriga as sementes
Sem escaladas, sem correntes, sem hierarquias
Horizontal, meditativa, tranqüila e eternamente aprendiz
de ser aquilo que não é preciso provar nada para
ninguém....
E conquistei
boa parte desta realidade por
ter provado o sabor de um mundo contrário a tudo isso
Fomos dando
nomes as coisas, às pessoas, aos sentimentos
e nem sempre estes nomes correspondem a toda e
qualquer visão de mundo.
Ser compreendida, portanto, é um
desejo que conflitua com todos os outros desejos acima.
O essencial é ser aquilo que se é e se assim mesmo formos
compreendidos estamos no Céu.



Nossa, mas que complicação! Céu é lugar de passarinho. Porque os compreendidos não vão para a lagoa ou prá piscina?