sexta-feira, dezembro 30, 2005

<><><>





"Só quem pode usar casaco de chinchila é a chinchila".

Vi isso ontem num site de ecologia enquanto eu navegava. Gracinha!

*
Só mais um recadinho:

Sobre alimentação natural:

Fiquei sabendo hoje pela Lúcia, minha sobrinha postiça, que em Brasília em todo o restaurante (ou quase todo) tem opção de arroz integral, até mesmo em restaurantes públicos de bandejão. A idéia é ótima e deve ser imitada em todo o Brasil. Que tal? A Lúcia está naturalista, muito bronzeada, muito elegante, mais adaptada em Brasilia, tem caminhado bastante, trabalhado bastante e se alimentado bem com muita salada, frutas e alimentos integrais. A guria tá legal.

_Quero ver! Cadê a fotinha?

_Ah...não tem não. Fico devendo.

Educação sem dor


*viviceração é o uso de animais em experiências.
Encontrei uma boa notícia:
Para estudantes:

Objeção de Consciência e Legislação

Mais e mais estudantes em todo o mundo se recusam a praticar a vivissecção, alegando "objeção de consciência".. No Brasil, também já existem estudantes que se recusam a utilizar animais nas aulas, e estão protegidos pela Constituição do Brasil, na parte dos Direitos e Garantias Fundamentais.

Constituição
Capítulo I
Dos Direitos e Deveres Individuais e Coletivos
Artigo 5oParágrafo II:
Ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude da lei.
Parágrafo III: Ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante.
Parágrafo VI: é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias.

A lei 6.638, de 8 de maio de 1979 — Estabelece normas para a prática didático — científica da vivissecção de animais e determina outras providências. Complementada pela lei 9.605, de 12 de fevereiro de 1998 (Lei dos Crimes Ambientais).

Dos crimes contra o meio ambiente Seção I — Dos crimes contra a fauna
Artigo 32 Parágrafo 1o: Incorre nas mesmas penas ( detenção de 3 meses a um ano, e multa) quem realiza experiências dolorosas ou cruéis em animais vivos, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos.

Participe!

Alunos das áreas de medicina, medicina veterinária, biologia, dentre outras, podem se informar no início de cada ano ou semestre sobre o conteúdo das aulas práticas e/ou demonstrativas e sobre quais utilizarão animais. Tanto professores como alunos podem, juntos, redesenhar as aulas sem prejudicar o aprendizado e a formação profissional, utilizando métodos alternativos. Se você é estudante de Veterinária ou Biologia, preencha o questionárioEnsino Sem Dor. Sua participação é muito importante. "
Este artigo foi encontrado na ARCA BRASIL (linque) e sobre isso tem mais nesse site site.
Se você é jovem, é estudante, está de certa forma sendo tratado de forma bruta, pois numa sociedade onde os animais são maltratados, as pessoas de certa forma também o são e assim é o mundo ainda hoje com todo o progresso que tivemos até aqui. Una-se aos seus colegas e faça um novo tempo muito melhor!Um ensino baseado no amor para com a natureza e para com todos é o que você merece, o que você precisa. Muitas vezes os animais são sacrificados demais e em vão até mesmo em função de crianças que aprendem a viver num mundo bruto, frio e agressivo. Agora felizmente os estudantes terão meios de não deixar que isso aconteça.

Os sapos também já foram muito usados. Credo! Um sapo é muito diferente de humanos.

quarta-feira, dezembro 28, 2005

Amigos da água





Queremos ser amigos também da água, muitos de nós. Para sermos amigos da água não basta somente apreciá-la mas economizá-la também é preciso. É preciso preservar neste sentido e há um site bem legal sobre isso.

Ouça um dingle dos amigos da água:

Aqui (linque para dingle do Nenhum de Nós)

Será que toca?

e o site amigo da água é www.amigodaagua.com.br



_Sou amigo da água, mas a água é mais minha amiga ainda. Dá uma zoiada no sitio dessas água profunda!

Leões abandonados


Apareceram leões abandonados em Ribeirão Preto e provavelmente sejam leões de circo maltratados e abaixo do peso. Veja esta notícia da AOL aqui (linque).
Não sou a favor de animais no circo. Circo é para artistas e muitas vezes não é conferido dignidade nem sequer aos artistas de circo quando há mau gosto nas apresentações como é o caso de mulheres que ficam penduradas pelos cabelos por exemplo.

_IIIIIIhhhh! Eles são carnívoros!

Proposta:



"Tente descobrir as conexões entre os vários elementos do desenvolviemnto internacional como população, energia, agricultura e comérico externo. Verifique como o desenvolvimento é o resultado da evolução de um conjunto de fatores que não (mero destaque) podem ser analizados separadamente." (Agenda Ecológica da Editora Gaia- 1997)

Da minha parte, embora neste sentido jamais possa ter uma visão do todo, o que seria simplesmente divino, posso dizer que observo que o desenvolvimento acelado e sem bases sólidas, com endividamentos, como ocorreu com nosso querido Brasil em alguns casos, desencadeia uma série de problemas como os que temos hoje. Aqui posso citar a triste história da escravatura que fez com que milhares de afro-brasileiros trabalhassem sem parar no rítmo mais duro possível, a jornada dos bandeirantes que acelerou a processo capitalista, concentrando riqueza e poder nas mãos dos abastados, gerando prostituição e miséria e os empréstimos que o Brasil obteve nos anos do oba oba Brasil. Você gostaria de citar algum exemplo que lhe veio a memória?

Neste ponto essencial, onde holismo e ecologia se fundem, podemos dizer, em síntese, que a qualidade de vida mais garantida que existe faz funcionar aquela lei do ganha ganha, da qual o Dr. Lair Ribeiro da Neorolingüística constuma falar, onde se alguém ganha o outro deve ganhar também com isso. A muito tempo os seres humanos vêm fazendo a lei do ganha perde ou vice-versa achando que isso é um bom negócio. Pois, está na cara que não é mesmo, visto tantos desastres e conflitos.

Ofereçamos qualidade de vida para nós mesmos e para o nosso próximo em forma de alimentos saudáveis como o são o carinho e a gentiliza de quem não tem nada melhor para oferecer. É isso o que eu desejo de nós.

_Eles queriam limpar a água da lagoa com clorofina. Eu não deixei. Onde já se viu?

Red Wood


  • Deixo um pouco de falar em bichos para falar nestas árvores.
  • Red Woods são árvores gigantes que vivem ligadas em florestas da Califórnia nos EUA, mais precisamente na costa.
  • Estes seres gigantes são das árvores mais altas que existem. Algumas delas já chegaram a ter 200 anos de vida. A madeira é macia. São sequóias. A folhagem é delicada e suave.
  • Quantidade e tamanho faz com que sobrevivam a incêndios. Ancoram uma consciência antiga e pura. Nascem em grupos e as raizes se entrelassam, umas segurando as outras e assim conseguem sobreviver. (da mesma forma como ocorrem com árvores da Amazônia por exemplo)
  • Simbolismo e floral da califórnia Red Wood: Descoberta de somos parte de um grupo de almas maior- sentir que estamos juntos neste trabalho de alma e aos poucos sentimos a ligação com os outros de raiz e que possamos aprender com as experiências do passado- corações valentes que sobrevivem juntos - Não nos permitimos sermos divididos- integridade da nossa postura.
  • Encontrar os companheiros de alma- Encontrar os companheiros de alma- Pessoa que se sente só e isolada lembrar quem a gente é- Sentir que estamos apoiados mesmo nos momentos em que estamos muito sós.
  • Ontem a caminho da Fitonfarma onde faço meus florais geralmente eu lembrei de Red wood, mas não estava bem certa se era este o nome do floral não confiando na minha intuição o suficiente.Hoje procuro minha agenda ecológica de um ano de minha vida e não acho e acho uma agenda do Alem da Lenda que ganhei da mãe em algum Natal. Na primeira página que abro lá está Red Wood que tomei algumas vezes. Agora poderia estar tomando junto com o Holly, o floral do amor universal por excelência.
  • Sei que todos nos separamos de muitas pessoas, pessoas que partem, que brigam, que morrem, que por algum motivo circunstancial estão separadas de nós. Mas, a promessa da vida é do reencontro e o que nos separa não tem noção geralmente do que estão fazendo como aqueles que cortam estas árvores unidas pelas raízes desenvolvendo estratégias coletivas que se desenvolveram durante muitos anos.
  • Fonte de consulta: Apentamentos do Work Shop sobre terapia floral de Ruth Toledo.

Algumas famílias estiveram unidas durante muitos anos e hoje por algum motivo as pessoas se sentem ameaçadas com os problemas muitas vezes graves da civilização, isolando-se, onde a união deixou de fazer a força para produzir açúcar (sugar blue-Eca!).

terça-feira, dezembro 27, 2005

Preservação dos anfíbios




Veja aqui (linque) como os anfíbios podem correr perigo e por quê.

Eu sou base de cadeia alimentar. Pois é...

<><><>

"Tempo virá em que os seres humanos se contentarão com uma alimentação vegetariana e julgarão a matança de um animal inocente como hoje se julga o assassínio de um homem. "

(Leonardo da Vinci)

Este tempo vem chegando, Leonardo.


_Assim espero!

Ele me chamou




Este é o gato que me adotou. Veja só como é estudioso!



_E eu?

_Você também me adotou, meu lindo! Gracinha. Bilu bilu...

Animais de estimação

e fogos de artifícios

Você sabia que muitos animaizinhos de estimação fogem de casa quando estouram os fotos de artifício? Saiba mais sobre a prevenção de problemas em relação aos animais e aos fogos de artifício aqui (linque- Xi, cuidado distraídos pois não salientei o linque do site anterior!)

Quem aborda também o mesmo assunto é a Márcia do Bicho de Rua que você pode encontrar nos meus linques. Neste site você encontra alguns vídeos. Veja a entrevista com a Márcia sobre animais adotados, abandono, posse responsável e causas de animais nas ruas.

_Fogos não! Que tal água em vez de fogos?

A causa dos animais,

a ética e o dinheiro:
  • Fiz uma leitura que serve como sinal de alerta para que possamos separar bem o que serve para ajudar aos animais e a corrupção que existe em torno desta mesma causa tornando tudo mais difícil. Em alguns sites é feito pedido de dinheiro para a causa animal. Isso não é nada aconselhável. É preciso tomar muito cuidado. Percebo que muitas pessoas gostam e se preocupam com os animais e gostariam mesmo de ajudá-los de alguma forma. Nem por isso devem cair em armadilhas sendo suficientemente alertadas. Não existe absoluta certeza de tudo o que possamos pesquisar a respeito de um assunto qualquer e o nosso bom senso, falho aliás, é a melhor medida que possuimos, quando cegos guiamos outros cegos.
  • Vejam a respeito este artigo: aqui.
  • Outra nota importante foi o fato de que a Zero Hora de hoje noticiou sobre o tráfico de animais silvestre, sobretudo animais em extinção.
  • Com todas as falhas que possa haver em relação a informação e mesmo quando incorremos no problema de nos fornecerem dados falsos sobre um assunto e algumas pessoas são enganadas, ainda assim o mundo é muito melhor informado e informatizado em grande escala do que se permanessemos na ignorância e obscurantismo, com certeza. Por isso ampliar informação, questionar, discutir e ampliar assuntos é muito válido e desta forma, pois mais mentiras que hajam neste percurso, estaremos no caminho da verdade, da busca e da descoberta de um mundo que deve somente melhorar daqui para frente. Questionar é preciso, enfim.
  • Para aqueles que acham válido fazer seus sites sobre assuntos da Ecologia com ou sem fins competitivos saibam que todo o material que coloco aqui está a mercê da escolha de todos vocês para que se divulgue aquilo que sentimos que irá melhorar a Vida na Terra e a personalização depende do gosto e da escolha de todos. Eu particularmente ando desmotivada por motivos de foro íntimo, pois não falta material para uma boa militância ecológica feita mesmo só por amor a causa e feita no sentido de que muitas pessoas vêm despertando para o fato de que o Planeta é um único ser pulsante onde o problema de cada um afeta o todo.

Sapo? Cadê você, amigo. Está com medo da corrupção?
Ele fugiu. Ou estava precisando ir para a lagoa dele cantar gurias.

sábado, dezembro 24, 2005

Desejo



É o desejo do blog muito fofo com todas as suas plantas, bichos, o velho ursinho e o do sapo para você. E desejo mesmo, ecologicamente e de forma sustentável que a vida na Terra melhore significativamente para todos que é o único jeito certo de ser. Muita Paz e Amor para você que está lendo!


_Da próxima vez vê se faz um cartãozinho de Natal com sapo! Pelo jeito você acha os ursos mais bonitos. Queria ver você na frente de um urso de verdade e se borrando toda de medo.

_Sapo! Depois a gente conversa em particular, pombas!

A vida sexual dos anfíbios

Este post é dedicado a minha amiga Carla que questionou sobre o sapinho sem nome abaixo sobre a vida amorosa do mesmo certa feita.

Alguns animais para atrair usam seus ferormônios na forma de perfumes naturais, danças, etc...
Os anfíbios para atrairem seus pares costumam "cantar" e formam mesmo corais. Não é lindo?
Nas atitutes bonitas que possuimos há também componentes da vida animal e sexual sublimados e a própria espiritualidade humana vem da energia sexual, da energia do chacra sexual que se eleva. Veja aqui sobre os anfíbios e sobre o que estou escrevendo.

Dicas para mim e para quem achar legal:

  • Fale baixo ou adequadamente.
  • Faça exercícios de dicção se você precisar e tome lições de canto se puderes para melhorar a sua voz. A voz é um meio poderoso de expressão.
  • Limpe a sua voz da manifestação de raiva e agressividade que ela possa conter mesmo que você não perceba. E coloque na sua voz a paz que você deseja para o mundo.
  • Mesmo aquelas pessoas que tem problemas que atingem as cordas vocais podem não demonstrar agressividade na voz e colocá-la de maneira adequada.
  • A música deve nos harmonizar e isso é pessoal.

_Humanos fazem muitas coisas para atrairem uns aos outros. Eu sou especializado em música. Favor quero respeito. Nheeeeé....

Quero ter a Carla como madrinha. Queiram sugerir nomes para mim. Vamos ver o que combina mais com a minha beleza verde.

sexta-feira, dezembro 23, 2005

Just for peace

Hoje eu ganhei este cartão de uma amiga, pessoa muito querida e cheia de bondade e resolvi colocar aqui para ampliar esta mensagem.

Veja também aqui (linque) onde encontrarás lindas mensagens e orações de Paz.




zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz...

Troca de presentes


Antes de entrar no assunto "troca de presentes" eu gostaria de dizer que estou numa caixa muito diferente aqui no blogspot e ontem havia pedidos de login e senha todas mais de uma vez depois de estar dentro do blog - blog in- estranho...Mas....vamos lá!
  • Neste ano comprei uma lembrancinha para cada uma das pessoas com quem vou passar o Natal. Nem sempre é assim. Mudo de estratégias, não sou uma seguidora de tradições e não confiro a mim mesma o rótulo de cristã, judia, espirita, enfim nenhum. Mas, creio Nele.
  • Ontem participei da confraternização na oficina de desenho e estava muito bom mesmo. Desde o jardim de infância nunca achei tão bom participar de um grupo em certos momentos. Houve troca de comes e teve opções naturalistas o bastante nesta troca sendo que os não naturalistas trocam de consepção naquela hora preferindo opções alimentares saudáveis (tipo "troque a montanha de açúcar candy colorido que você trouxe por um panetone integral de Colméia). Sentimos e falamos nos colegas ausentes que poderiam estar conosco neste momento difícil. Falamos sobre Mucha também e acho que vêm figurinhas dele por aí.
  • Dou os meus parabéns para uma pessoa que acerte num presente para mim e não me faça ter de fingir que eu gostei da surpresinha bem intensionada e decepcionante. Por isso melhor nem tentar me dar presente se não tiver um faro extra.
  • A troca de presentes pode ser considerada uma obrigação, mas o mais legal na troca é o critério de igualdade que deve se estabelecer antes, bem antes da distribuição. É tão difícil de seguir este critério que Dorothéia saiu do Bazar Londres onde pretendia resolver tudo por 1,99 (Exceto o presentinho das meninas que foi em cache para que elas pudessem se enfeitar para os amores.) e entrou na Panvel onde o presente do papai e da mamãe ganhou uma hierarquia maior e mais imponente até r$6,00, mas ela achou que poderia ter sido r$ 5,00 o que aumentou o seu nervosismo quase vespertino. Dorothéia fez aqui a via presentes muito semelhante a de muitos brasileiros que irão se reunir nas melhores condições na casa dos seus pais com alguns parentes, alguém mais dado ao humor irá colocar o chapeuzinho vermelho e fará o pregão das prendas singelas. Outra opção seria o amigo secreto, quem sabe no ano que vem para ter uma experiência diferente.
  • A troca pode não ser justa. Posso dar uma lembrancinha de 1,99 para quem me dá uma de r$ 20,00, o que poderá me encabular, me deixar me sentindo incapaz e com insuficiência aquisitiva grave e deixar esta pessoa se sentindo otária se o presente não foi dado de coração, mas por obrigação. Mas, era um CD do Elvis e não era cover, nem um tributo ao próprio e então vamos deixar de bobagens.
  • Segredinho: Quando você recebe alguma coisa não precisa retribuir. Na hora certa você irá retribuir ao Universo de qualquer forma e da melhor forma possível na hora certa em que o seu coração mandar para qualquer ser vivo que não necessariamente aquele de quem você recebeu. Só podemos dar o que temos realmente e estas são as verdadeiras dádivas. Esse é o nível de trocas mais avançado que se estabelece. Ele pode parecer injusto a primeira vista, mas não é. Basta um muito obrigado (a). Basta que aceitem o que oferecemos quando estamos realmente conscientes da possibilidade mágica da dádiva.



Eu sou uma dádiva. Croach...

quarta-feira, dezembro 21, 2005

"Criação Industrial de Peixes"

"Os peixes têm, na boca, quase a mesma quantidade de terminações nervosas que os humanos têm em seus genitais. Assim, puxar um peixe para fora da água com anzol é como tirar uma pessoa da água segurando suas partes íntimas. Não é pelo fato de não emitir sons que um peixe não sofre, ele apenas não pode manifestar seu sofrimento de forma audível. Além disso, muitos usam a boca como um sensor geral, com alta densidade de nervos. Imagine agora como ficaria um peixe que foi alvo de uma pesca esportiva e que teve a sua boca furada e depois foi devolvido ao rio ou mar! Provavelmente ele passará dias de agonia e morrerá. Os peixes criados em tanques também são submetidos a forte estresse devido aos espaços exíguos em que são mantidos. Quando são retirados dos tanques para serem preparados para o consumo, não são mortos na hora e passam um longo tempo sofrendo asfixia até morrerem. Muitas vezes, em virtude da urgência em se preparar os pratos, são descamados, têm o couro arrancado, ou são eviscerados ainda vivos.
Há ainda, certas especialidades culitnárias japoneesas em que o peixe é servido ainda vivo."
(...)
fonte:
Finalmente acabou este assunto triste sobre a criação industrial de animais sobre a qual postei nos últimos tempos. O assunto para mim é bastante pesado e acredito que seja também para muitas pessoas, mas é necessário que saibamos sobre tais assuntos para que tudo mude para melhor.
Não pretendo que ninguém fique aflito em relação a estas coisas, mas que as pessoas de forma inteligente e sensível achem um momento e situação correta para modificar isso individual e coletivamente, pois um dia o sofrimento para os seres vivos na terra deverá diminuir significativamente.

terça-feira, dezembro 20, 2005

Quem deveria


dar banho de mangueira nos seus porcos senão os criadores? E quem deveria ter fama de porco se são os criadores que não conferem condições dignas de vida a estes animaizinhos que precisam de muita hidratação no coro e bem mais do que outros animais?
Por isso eu coloquei aqui uma piada triste de chorar que encontrei no google e contém direitos autorais de alguém que não conheço.
Interessante saber que na pesquisa de imagens que fiz os porcos vêm geralmente retratados com sujeira e fazendo alusão a características desonestas pertencentes aos seres humanos, os mesmos que os maltratam dando-lhes péssimas condições de vida.

A imagem não é de minha autoria.


Nós sapos também temos um corinho muito sensível.

"Criação industrial de porcos"

"As porcas, nos dias finais da gravidez, são mantidas numa jaula tão pequena que mal podem se mexer, sendo forçadas a se manter na mesma posição, de pé, sem se voltar para nenhum lado e sem poder deitar-se. E assim têm os seus filhotes, como máquinas de produzir porquinhos. Por não se movimentarem, as contrações uterinas provocam ainda mais sofrimentos, fazendo com que as porcas urrem de dor e tenham um olhar muito triste.
Assim que nascem, os porquinhos machos são castrados sem anestesia, de modo cruel. Depois de mamarem alguns dias, são agastados da mãe e numa mais a vêem. São confinados em celas em que nem podem se virar, conduzidos com pancadas e objetos contundentes. Os machos adultos castrados muitas vezes matam-se ou mutilam-se. Para evitar isso, muitos criadores utilizam calmantes na ração. Por viverem em cima de cimento e não em ambiente natural, os cascos dos porcos sobrem freqüentemente abertura de âmbulo e fissura central, muitas vezes com ferimentos hemorrágicos, seguidos de infecção. Antibióticos são fornecidos em grande quantidade, não para a aliviar o sofrimento dos animais (que costumam urrar de dor, sem conseguir andar), mas mpara evitar a morte e conseqüente prejuízo. As feridas nos cascos são cauterizados com instrumentos de metal em brasa.
Apesar de proibidado desde 1985, o uso de hormônios e de agrotóxios nos animais (para combate de parasitas), muitos locais de criação não respeitam a legislação, mesmo porque não há fiscalização suficiente. Isso faz do toucinho de origem industrila algo perigoso para a saúde, tal qual a lingüiça "pura" de porco.
No abate, estes animais são tratados cruelmente. Ainda vivos, são pendurados de cabeça para baixo por uma das pernas, urrando e se debatendo, com seus músculos retorcidos. Então, é feito um corte na garganta, e o animal, ainda vivo, espirra sangue para todos os lados. Há também outro método de abate em que os porcos são mergulahdos ainda vivos em um banho escaldante, assim, a pele solta do corpo com facilidade."
(...)
Material fornecido por:

É lastimável ver até onde se chegou com a maldade em relação aos animais e dos seres humanos em relação aos próprios seres humanos. Por que nós chamamos de seres humanos, heim?

Curiosidade: Chamamos as pessoas pouco asseadas em termos de higiene de porcos, mas os porcos necessitariam constantes banhos de água fria devido a necessidade de hidratação de sua pele quando eles precisariam de um banho de mangueira e se roçam na lama para aliviar o desconforto do couro hidratando-o. As péssimas condicões de higiene são fornecidas por muitos criadores que não o menor cuidado com a qualidade de vida e alimentão destes animais. A fama do presunto cru comido na Espanha se deve a alimentação especial dos porcos que é feita através de uma espécie de granola com cereais, frutas secas e amêndoas, o que confere um sabor famoso a este "produto".

_É, por quê chamam bicho-gente de ser humano?

Dorothéia



Uma coisa Dorothéia aprendera, mas distraia-se e errava novamente na mesma lição: Seu comprometimento deveria valer mais. Por isso com poucas coisas ela comprometia-se e quando comprometia-se com algo caprichava bem. Pois, via neste mundo muita gente prometendo sem cumprir muito bem. Resolveu, pois, não assumir muitos projetos aos quais não se entregaria de corpo e alma. E assim foi. Deixou de esbarrar tanto nos detalhes e retocou-os todos conferindo um brilho invisível as coisas opacas da vida.

_Puxa, Dorothéia, você andava sumida mesmo deste blog e aparecia mais no Sol & Lua!

_É mas foi aqui no muito fofo que eu nasci, antes do Sol & Lua, antes da Filha do Sol e da lua. E acho que a conclusão que eu tirei é ecológica. Este mundo é cheio de apelos, nos ilude, nos sufoca, muitas vezes tira o nosso centro por excesso de ofertas, informações, muitos apelos do bem e para o bem, mas também por exploração das nossas vaidades, das nossas fraquezas todas, dos nossos desejos e carências. Por isso me recolho tantas vezes aos meus limites e não quero ser mais um centro para cada ser. Quero que cada um encontre o centro de si mesmo.

segunda-feira, dezembro 19, 2005

Reflexo

Gostaria de ter plenitude
do horizonte
e ser como o colo da terra que abriga as sementes
Sem escaladas, sem correntes, sem hierarquias
Horizontal, meditativa, tranqüila e eternamente aprendiz
de ser aquilo que não é preciso provar nada para
ninguém....
E conquistei
boa parte desta realidade por
ter provado o sabor de um mundo contrário a tudo isso
Fomos dando
nomes as coisas, às pessoas, aos sentimentos
e nem sempre estes nomes correspondem a toda e
qualquer visão de mundo.
Ser compreendida, portanto, é um
desejo que conflitua com todos os outros desejos acima.
O essencial é ser aquilo que se é e se assim mesmo formos
compreendidos estamos no Céu.



Nossa, mas que complicação! Céu é lugar de passarinho. Porque os compreendidos não vão para a lagoa ou prá piscina?

Explico

Entendendo melhor conclui que o selinho que eu havia colocado para o blog mundo animal ao lado era de participação no concurso que se realiza atualmente. Então, desfiz este equívoco e coloquei um linque para esse blog. Meu objetivo aqui não é concurso, ao menos por enquanto. Eu abordo a causa dos animais aqui de vez em quando e com isso pretendo prestar uma mera contribuição assim como gosto de contribuir de forma expontânea e inspirada em outros assuntos.

Eu também pretendo prestar uma humilde e singela contribuição a todo bicho e nem pensem que bicho-homem tá fora disso: croach...

Olha a educação, meu filho!

Lindas


flores de uma árvore que não sei qual é sorriem para mim. Talvez sejam Acácia. Não sei não. Alguém saberia me dizer que árvore é essa?

Sapo? Cadê você?

"Criação industrial de galinhas"

(Se você preferir não leia ou deixe para um momento melhor, pois é muito chocante.)
"Após nascerem aos milhares em caixas, os pintinhos passam como se fossem produtos de uma esteira onde os defeituosos são separados. Esses são postos junto com detritos de ovos para serem mortos, triturados e virarem ração para os demais. O pintinho recém nascido "saudável" vai para outra esteira, onde a ponto seu bico é cortada com uma chapa quente; a dor é tão intensa que ele emite sons de agonia. Essa torutura chamada debicagem, é usada para evitar que as galinhas, apinhadas em espaços minúsculos e muito estressadas, machuquem umas às outras e apresentem desvios de comportamento, como o canibalismo.
Esses pintinhos vão para gaiolas apertadas (um pouco maiores que o seu tamanho) ou para cereados onde mal conseguem se mexer devido ao grande número de outros indivíduos. A luz artificial é constante para que o animal coma mais do que o necessário e também para manter o metabolismo acelerado (a fim de que as galinhas produzam mais ovos).
Depois de atingirem o peso "ideal", as galinhas são colocadas em caixas minúsculas, empilhadas umas nas outras, para serem transportadas até o matadouro. Muitas chegam tão debilitadas por causa do empilhamento, da falta de ar e dos machucados que nem reagem mais quando são tiradas da caixa. No matadouro, são penduradas ede cabeça para baixo, ainda vivas, podendo esperar horas até que sejam mortas. Então seu pescoço é cortado, suas penas tiradas, seus pés cortados e seus órgãos internos retirados. O tronco do animal é "limpo" e embalado em saco plástico. É comum ver, nas embalagens desenhos de uma galinha ou de um frango feliz.
Os comerciais induzem as pessoas a pensarem que está tudo bem e que a galinha que consomem provém de um animal feliz que cedeu de bom grado a sua carne. Nos comerciais, uma música tranqüila e suave tenta indeicar que aquele cadáver fará bem à sua saúde. Será mesmo? Um animal que passa a vida toda privado do natural, sofrendo estresse e desconforto, terror e medo, que recebeu uma alimentação rica em hormônios e produtos para engorada pode mesmo fazer bem a sua saúde?"
Material cedido pela Sociedade Vegetariana do Brasil
Com isso não estou querendo dizer para aguém imediatamente parar de comer qualquer tipo de carne animal. Sei que alguns vão deixar naturalmente e com muito gosto, outros não podem mesmo. Mas, um dia isso há de mudar, pois não precisamos da dor e do sacrifício de ninguém para viver.
Quanto às galinhas caipiras elas podem ser bem mais felizes, conforme o caso, mas também precisam ser fiscalizadas pela Secretaria da Saúde ou virem de um local que se conheça bem e se saiba quais as condições de higiene e como os animais são criados. Aqui em casa eu uso os ovos das galinhas caipiras que são vendidos na feira ecológica, na colméia, em alguns outros locais e são os únicos ovos saborosos que existem hoje em dia. Não entendo como pode as pessoas comerem ovos tão ruins.
Assim mesmo não me considero fazendo algo bom em comer ovos. Isso é adequado para meu momento, mas não é nada natural nos alimentarmos de um produto vivo tão preciso para as aves. Sou ovo-lacto vegetariana e não VEGAN (apenas vegetariana) . E cada um tem seus limites.
Obs: Este assunto é algo pesado e vou espaçar os posts a respeito. Outro dia qualquer falarei sobre a criação industrial de porcos e peixes.


Por isso que prefiro comê mosca mesmo.

domingo, dezembro 18, 2005

Feira de Natal

Se você está em Porto Alegre vale a pena ver esta feira. Nesta época do ano eu nunca tive tempo de ver direito, mas os artezanatos são de muito bom gosto e por um bom preço. Bom preço e qualidade servidos com caprichos não seriam ecológicos?


_Tá me enchendo o papo esse negócio de "ecológico" para lá e "ecológico" prá lá.

_Ah...sapo. Você também é ecológico.

Papai Noel



Aqui nesta campanha de cidadania nós podemos virar Papai Noel ou Mamãe Noela fora da família. Hoje a caixa de recolhimento estava ocorrendo no na Feira de Artezanato da José Bonifácio (Porto Alegre), mas está caixa aparece também em alguns supermercados.


Um sapinho de presente para uma criança. Já pensou que amor?

Banco de Alimentos


Campanha fundamental para nossa cidade é esta do banco de alimentos em que podemos colaborar com quilo de alimentos e muitas outras coisas.

Visite o site:

http://www.bancodealimentos.org.br/

Outra campanha que eu vi hoje era contra a pirataria, mas não fotografei nada nem dei uma palavrinha com o pessoal, pois era hora de voltar para casa.


E tem aquela campanha dos brinquedos que você fotografou, Ruth.

Bem lembrado. Só um pouquinho!

Ação de cidadania




Esta é outra ação de cidadania que ocorre em nossa cidade. Senhoras de meia idade pousam nua para este caleandário que é vendido por R$20,00 e todos os que compram colaboram com a campanha contra o câncer de mama e na restauração de um local no Teatro São Pedro. O caleandário é muito bonito e a idéia também.
Acontecerá, além do caleandário das gurias, o caleandário dos guris. Aguardem!
Mais referenciais sobre o assunto:
Marketing & Psicologia


Tô pelado!

"Conto de Natal"


Editoria: Vininha F. Carvalho

1/12/2005
"Conto de Natal"
"Com muito brilho nos olhos as pessoas caminhavam apressadas pelas ruas da cidade, admirando as vitrines enfeitadas que davam um colorido diferente. Tudo convidava para o bem e para a grande festa espiritual do ano.Havia um clima de generosidade no ar, todavia para ele, isto parecia muito falso, devido às profundas marcas que trazia no peito, fruto da falta de compreensão, quando não lhe deram chance de reparar seus erros, para que pudesse crescer e desenvolver seus sentimentos, não lhe mostraram que existiam outros caminhos que o levariam à luz, à paz e a vitória.O que ele mais precisava naquele momento era de um amigo, para que pudesse tratá-lo como um irmão,incentivando-o a nutrir seu corpo e sua mente de novos sonhos, mostrando que a vida é um dom maravilhoso e que é preciso vivê-la intensamente.Depois de ter se alimentado a sós em uma farta mesa, saiu pela cidade buscando encontrar o sustento para seu coração tão carente de afeto.Já quase sem forças de tanto procurar uma palavra sincera, sentou-se numa praça distante, onde mal podia ouvir as comemorações que as pessoas faziam em suas casas, comendo,bebendo e trocando presentes, não se lembrando que o Natal é uma festa de interiorização, onde o principal alimento deveria ser o amor ao próximo.Ficou ali por muito tempo, até que dele se aproximou alguém que possuía beleza sem orgulho,força sem violência, coragem sem ferocidade e, ao se olharem, descobriram que poderiam ser bons amigos e juntos saíram felizes, caminhando na certeza que nunca mais estariam sozinhos.O seu melhor amigo agora é este cão que soube lhe dedicar todo o seu amor sem nada lhe pedir em troca, somente que ele existisse!Feliz Natal a todos!"
Fonte: Vininha F.Carvalho
Da onde eu tirei esta belezura? do site Animal Livre
(vide linque)
Imagem do site Super Natal

Adoro finais felizes.

Para adoção

Pequenos felinos pretos para adoção no Parque da Redenção. Solte-os da gaiola se puderes!




Mas que croach...gra...croach...cinha...!

Carinho pelos animais

O pequeno felino que estava para adoção hoje na Campanha do Controle de Zoonoses pediu atenção de uma das veterinárias. E eles se entenderam muito bem. Geralmente este pessoal já tem muitos gatos (os especialistas que cuidam dos gatos) e não podem ficar com mais algum por este motivo. Os animais são entregues a quem os adota com vacinas, vermifugados e com castração pendente para quando atingirem a maioridade da espécie.


Queria ver ela pegando um sapo.

Cães para adoção


pelo Controle de Zoonoses no Parque Farroupilha e uma criança interessada afagando um dos animais.



Eles não tinham sapos prá adotar, não?

Campanha contra rinha

Muito cruel é a rinha de animais seja lá de qualquer espécie que for. Na própria Espanha houve protestos contra as touradas em que as pessoas ficaram nuas para protestar. Estas pessoas que apareceram protestando eram mulheres e estavam de sutian e calcinha o que acho que aqui no Brasil não faria grandes efeitos, pois somente o nú em pelo seria válido para moralistas de plantão que temos por aqui.
Este cartaz estava em fronte ao local destinado a adoção de animais abandonados que é feito pelas meninas do Controle da Zoonoses.


Pelos animais e pela vida


Este cartaz estava lá no parque naquela parte em que são apresentados nos domingos os bichinhos para serem adotados, cães e gatos. Esta campanha permanente de adoção é feita pelo
Controle de Zoonoses de Porto Alegre, em que muitas veterinárias (não sei se são só do sexo feminino como tenho visto) cuidam com carinho dos animais e procuram achar um lar para eles. Tratam-se principalmente de animais abandonados que muitas vezes são abandonados no parque sendo que muitos adoecem, mas alguns apesar de tudo são saudáveis.

Gostei disso!