sábado, novembro 12, 2005

Faz algum tempo

Você faz parte...

não venho aqui.
Estive envolvida com mudanças sem sair de casa e sem gastos.
A inundação causada pela "chuva forte" (vamos chamar assim) fez com que eu tivesse muitas coisas para arrumar, limpar e colocar ao sol. E ainda não terminou. A chuva significou renovação. Fiz muitas trocas de móveis de lugar, abri novos espaços. Trabalhei muito. Matei a oficina para fazer o trabalho em um só fólego que era o mesmo por incrível que pareça. Desejo de mudança do espaço físico, quiçá do espaço interior.
A água abalou o chão do quarto de casal, molhou os armários, os colchões...Alguma roupa de cama foi fácil de solucionar e a água mexeu muito comigo. Ela anda costantemente presa nos olhos envidraçados quando me pego a ter pensamentos. A vida me comove. Mais do que a vida: a existência...Um lugar difícil de achar um espaço útil e afetivo para tudo e para todos a que nos propomos é este mundo. No dia em que eu fiquei aqui limpando armários inteiros e tirando as farpas de madeira que entraram nos meus dedos eu gostaria de ter enviado um clone meu para desenhar na oficina, tomar café com os colegas e ver os posts que os meus queridos virtuais escreveram na web. E, gente, muitas coisas estavam amontoadas sem classificações. Como são importantes as classificações, as prateleiras e gavetas e os espaços vazios para respiro, as escrescências da vida, as doações de utilidades para os demais, a reciclagem, num processo que é ao mesmo tempo interno e externo e se repete. Eu tenho que isso, que aquilo e aquilo outro e me digo: "Hoje é sábado. Calma! Fique tranqüila, pois já vi tantos caminharem por ti quando precisas mancar..."
|

Links to this post:

Criar um link

<< Home