domingo, setembro 11, 2005

"Um pouco de história"

Você faz parte...


"Jean J. Rousseau, afirmava que o homem primitivo vivia feliz, em perfeito equilíbrio com a Natureza, pelas técnicas de conservação e práticas conservacionistas, garantindo a saúde do ambiente que o rodeava. As primeiras comunidades, cedo desenvolveram práticas de um bom uso da terra, porém em número muito reduzido. Ex: Hebreus (Bíblia, ano sabático), Fenícios, Incas, Egípcios, alguns povos do Sudeste Asiático. Usos de irrigação, drenagem, terraços, descanso de um ano após uso contínuo de 6 anos, etc...Algumas crônicas da Idade Média dão conta das primeiras leis de preservação diante da crescente onda de urbanização e problemas de contaminação decorrentes.
  • 1273 - Inglaterra - Lei: Redução do fumo nas cidades.
  • 1306 - Inglaterra - Lei: Executaram o 1º homem por queimar carvão na cidade de Londres.
  • 1600 - Mundo: 500 milhões de pessoas - hoje beiramos os 6 bilhões.Não careciam de muitos recursos energéticos, nem dispunham de equipamentos capazes de grandes alterações ambientais.
  • 1500 - Navegadores: Europeus, iniciaram suas descobertas, viagens e conquistas, começando então, o início da erosão de solos pela destruição de fauna e flora naturais na América, notadamente no Brasil, África e Austrália.
  • 1660 - Grandes extrações de madeira para combustível, finalidades industriais, fizeram surgir na França, Inglaterra, ações destinadas a conservação de Bosques.
  • 1700 - Nos Estados Unidos da América, Tomas Jefferson, lançou as primeiras idéias de conservação do ambiente, manejo ambiental e conservação da vida selvagem.
  • 1838 - N. América: O ensaista e artista George Catlin, lançou as primeiras idéias e proposta de criação de Reserva Indígena e vida natural.
  • 1860 - N. América: George Perkins Marsh, publicou o 1º livro sobre conservação "HOMEM E NATUREZA".
  • 1872 - N. América: O estado da Califórnia, constituiu o parque nacional no vale do Yosemite e o Congresso N. Americano, proclamou a região do Yellowstone em Wyoming como parque nacional, sendo assim a 1ª vez no mundo onde um governo nacional assumia as funções de preservação, proteção e administração de tais áreas.
  • 1924 - URSS: A Rússia estabelecia seu 1º sistema extensivo de grandes reservas naturais chamando-as de "ZAPOVEDNIK".1933 - EUA: Aldo Leopold escreveu nos EUA o 1º livro sobre conservação e manejo da vida silvestre. Apoiou-se nos estudos realizados na Grã-Bretanha, por Charles Sutherland sobre ecologia animal.
  • 1945 - Após a 2ª Guerra: Alteram-se os processos de conservação ambiental. A explosão populacional exerce uma grande pressão sobre os recursos naturais e a própria terra. Na busca de produção de alimentos próximos às áreas de consumo, começam a usar agrotóxicos, pesticidas, sintéticos de grande eficiência e um cem número mais de práticas, inicialmente com ótimos resultados, pois não só aumentavam a produção de alimentos, como também davam cabo a endemias provocadas por mosquitos e outras pragas. Rapidamente, foram sendo observados alguns efeitos e conseqüências sobre o meio ambiente.
  • 1962 - EUA: Rachel Carson, publicou o livro "Primavera Silenciosa", onde alertava a todos sobre os riscos dos pesticidas sobre o meio ambiente.
  • 1970 - Brasil e Mundo: O problema ambiental passa adquirir dimensão internacional, com permanente inter relacionamento de oceanos, rios, lagos, florestas e o próprio ar, mostrando sintomas de contaminação e em situação de não poderem mais ser controlados sem uma grande cooperação internacional.

O Agrotóxico despejado no Rio Ijui, no Rio Grande do Sul, não é mais um problema só Gaúcho, é também um problema Argentino quando sabemos estarem destruindo a flora e fauna do Rio da Prata, além de outros prejuízos causados a região agrícola de Corrientes.O Mercúrio de garimpo, destrói o alimento do Pantaneiro e Paraguaio, embora tenham sido despejados no Alto Piquiri ou São Lourenço. Os venenos que a indústria joga no Reno, não afetam nunca um só país. Chernobyl, conseguiu atingir até o Brasil, embora ocorresse o problema na URSS. Tantos são os exemplos que seria um desperdício de tempo enumerá-los. Muitas conferências internacionais têm sido realizadas para tratar do assunto. Nenhuma delas abriu mão da necessidade de tratados e convenções a níveis internacionais governamentais, definindo um poder regulador sobre o ambiente em escala mundial.As organizações mundiais para a saúde e a organização metereológica mundial, iniciaram programa de controle mundial dos níveis de contaminação. A Unesco, patrocinou um programa científico de grande envergadura, para enfrentar a problemática do "HOMEM e a BIOSFERA". Além de uma conferência internacional sobre problemas ambientais, realizados em Estocolmo em
  • 1972...Finalmente a Assembléia Geral das Nações Unidas, estabeleceu um programa para o meio ambiente, baseado nas ações sugeridas na conferência de Estocolmo.Ainda resistem porém, muitos governos em dar recursos e delegar autoridades às organizações internacionais, para que possam diante os problemas ambientais, alcançar soluções e resultados eficientes e globais.

CONSERVAR É SABER USAR.
Estou colocando aqui alguns textos que são tanto para crianças como para adultos e portanto adaptando para adultos, pois meu blog não é feito em especial para crianças, mas gosto de ler desde o "BA-BA" e acho que assim é a forma de não termos algo complicado, mas algo que pode ser bem entendido e usado na prática. Nossa civilização foi complicando cada vez mais as coisas e chegamos com isso a idéias que são impraticáveis de tão difíceis a não ser por gênios ou idéias que são insustentáveis como aquelas que ocorreram para se ganhar tempo e mais dinheiro em muitos casos.
|

Links to this post:

Criar um link

<< Home