domingo, setembro 11, 2005

Filmes

Você faz parte...

A algumas semanas atrás vi o filme "O carteiro e o poeta". É sobre um carteiro na Itália Mediterrânea que aprende poesia com Pablo Nerudo que está exilado lá. O filme é pura poesia. Este eu vou assistir novamente ora dessas.
Ontem vi o filme "A queda", uma visão alemã atual sobre os últimos tempos da II Guerra. É um filme importante. Creio que há um indício com este filme de que a Alemanha esteja fazendo uma processo de auto conhecimento histórico e procurando assimilar aqueles fatos tão difíceis de assimilar. Eu senti angústia por algum tempo antes de dormir e pensei muito numa profusão de pensamentos algo surrealista como o são aquelas cenas do filme onde algumas pessoas estão em agonia de um lado e os soldados recebendo honras por outro, onde se cuidaram de detalhes insignificantes muito importantes como se pensarmos bem também o são para qualquer civilização. Hitler se apresenta no filme como um típico psicopata com todas as características quando caem suas máscaras e seus companheiros na maior parte se apavoram com ele, inclusive Eva, sua esposa. Muitos se suicidaram e alguns tinham um instinto de vida muito forte. A secretária de hitler que foi quem ficou para contar muitas histórias daqueles últimos tempos carregou sempre consigo um veneno mortal com que o seu chefe lhe presenteou mas veio a falecer idosa. Um menino muito agil usado na guerra como soldado capaz ficou só e se foi com essa secretária no final. Talvez esteja vivo até hoje não se sabe em que circunstâncias. O fato é que muitos alemães que sobreviveram a loucura daqueles tempos, seja com maldade, com frieza ou por amor a vida e saúde mental melhor ficaram marcados de alguma forma. Muitos jovens de gerações posteriores se drogaram. Surgiu algum neonazismo como perpetuação da loucura e afasmento do possível estigma, surgiram pessoas que procuraram manter uma política pessoal de equilíbrio mostrando ajuda e hospitalidade a outros povos, existem os que fizeram obras de arte a respeito, os muitos alemães que se converteram ao Zen Budismo... Naquela época muitos fizeram festas de orgia, muitas piadas e bebedeiras e o comportamento de muitos era não se manter conscientes. Por outro lado haviam os fanáticos e frios como aquela mãe que matou todas as crianças e depois foi jogar paciência, recebendo após a sua execução por outro fanático como uma espécie de eutanásia porque o futuro que ela pretendia não iria ocorrer.
Se você quer ver este filme logo reserve o seu e se não viu "Arquitetura da Destruição" este será
muito importante de ser visto.
|

Links to this post:

Criar um link

<< Home