segunda-feira, agosto 15, 2005

Justiça

Você faz parte...

Desejo um tempo em que as pessoas possam encontrar-se livremente com a Justiça.
Digo isso e não deve ocorrer o fato de para a gente tentar tirar alguém do poço ser arrastado junto como ocorre em alguns casos. Casos esses em que só vale a pena calar e onde não há contraditório, princípio especial de direito em que não se julga sem ouvir a outra parte...
Casos onde não há provas e os julgamentos são hipotéticos...onde se deduz por uma lógica ligeira e apressada através de uma filosofia calcada em falsos sofismas considerando uma lógica que não admite quebra da lógica por falta de imaginação; como se a vida toda fosse muito lógica. Estes são os mesmos paradigmas fracos que levaram a anos atrás vários inocentes à pena de morte nos EUA e em outros paises antes que aparecessem os exames de DNA e fosse comprovada a inocência destes mesmos réus. Este é o mesmo paradigma que pode estar levando um pais a bancarrota se não tomarmos cuidado.

Estamos no "guarda-chuvas furado" como falaram na TV ou na mesma canoa furada. Devido aos últimos acontecimentos o Crescimento Interno Bruto do Brasil não vai acompanhar por algum tempo o crescimento dos demais paises da América Latina e se as pessoas não pararem de sentir tanto ódio e não pararem de gritar, pensando mais com a cabeça do que com o fígada o tal crescimento vai se transformar em descréscimo.

Alguém pode querer acabar com Fulano, com Beltrano ou com o PT quando deveria estar pensando no que podemos contruir a partir de algumas ruinas que restarão após desvendarmos mais e mais verdades que precisam ser reveladas. O processo de revelação da verdade não deve ser interrompido. Penso que esta seja a atitude mais inteligente e sensívelmente bem direcionada neste momento.

A Justiça se faz cega na medida em que a lógica dos meros indícios não prevê além das aparências instantâneas.

Comparar Lula com Collor é antes de mais nada comparar um processado com um não processado politicamente. Se os processos dão margem a erros, sem este aparelho onde temos um julgamento metódico e com muito estudo a margem de erros torna-se muito maior e cada brasileiro pode se tornar um juiz do seu próximo. Basta uma simples frase, uma simples premissa e aparecem muitos "santos" condenando "criminosos".

"Nem bem um defunto esfria e já se servem de suas riquezas." (ou é mais ou menos isso)

O Régis acha que o problema do Brasil é um problema espiritual. Concordo que seja isso em última análise. Em última análise todos os problemas são espirituais. Tudo será resolvido na Seara do Amor. Seja breve e sem queimar etapas!
|

Links to this post:

Criar um link

<< Home