segunda-feira, julho 25, 2005

Pensamentos

<><><>
=]Bem-vindo(a) a este lar virtual!

Uma vida nunca deve ser dada por concluída. Uma vida é sempre um vir a ser. Estamos nos aprimorando sempre como espécie, não apenas no sentido físico, mas em quase todos os sentidos (exceto naquelo que sempre Somos agora mesmo sem tempo: AMOR, LUZ e PAZ, nosso ponto de partida e chegada no qual nunca partimos, numa premissa de que não há caminho, nem caminhante, nem chegada, nem partida, mas ainda precisamos de processos ainda). Por isso não precisamos nos envaidecer tanto de nós mesmos e nem ter excesso de humildade.

A vaidade em demasia significa insegurança e não flexibilidade e
"não há nada que se pareça mais com a soberba do que o excesso de humilidade".

Alguns erros e tropeços fazem parte do caminho_ vamos! Levante-se! _é preciso dizer sempre.

Eu sempre acho que é complicado achar o tempero e para isso somos os alquimistas de nossas vidas.

Como uma cega de alma, não sei exatamente o terreno onde piso em alguns casos, mas pior seria se eu achasse que sabia muito como ocorreu em muitos casos em que afundei o pé.

Eu vou...

Sou uma fogueira a transformar-me em luz. Você também? É preciso suavidade, alquimia profunda sempre...

Buscar a nota, o tom, respeitar o acompanhamento e ir descobrindo aos poucos que cada qual tem a sua música e o seu rítmo que vai sendo ajustado em elementos ao mesmo tempo em que coloca no todo, pois não é possível precindir desse.

Isso tudo está muito difícil. Quem poderá me ajudar?
|

Links to this post:

Criar um link

<< Home