domingo, maio 29, 2005

Enxuguei



Mais uma vez ocorreram problemas neste blog e no meu outro blog da blogspot. Desta vez um simples probleminha de visualização. O blog não baixava. Excessos? Talvez. Como sempre eu tenho de dar uma enxugada em vários aspectos da vida. E embora relutante faço isso. Mesmo porque as vezes não tem jeito. E fico tristinha porque se foram as borboletas. A música... (tá guardado...). Mas, o importante é como a vida. O blog existe com seu conteúdo. Suas funções vitais permanecem. As bijuterias foram levadas daqui. E os cabelos desse blog? E quem perde os cabelos e fica com a cabeça?
E quem perde a cabeça ou a esquece em algum lugar do passado? Miosótis são tão importantes quanto girassois. Tamanho não é documento. Aprendizado e compreensão sim. Amor sim. Amizade sim, se existir. Na natureza não existe uma hierarquia. Como sou azul, linda e delicada para ter quardado tantos sonhos numa caixinha e ter de espalhá-los como se espalham cinzas ao vento e só assim enxergar uma força muito grande dentro de mim. Uma força que supera toda frieza e materialismo, todo julgamento, toda humilhação que pode impor a vida. Eu sou um buquet de muitas flores variadas. Quem teria espalhado tantos sonhos ao vento acreditando na força das sementes? Se passaste por mim também podes encontrar aqui o teu próprio perfume. Carrego em mim um pouco daquilo tudo vivenciei. Se não fosse o meu orgulho e a minha vaidade certas coisas que eu vejo não doeriam tanto. E doer-se e resistir mais ao nascimento das asas nos vários partos da alma que se desnuda de tudo que é excessivo, mas não sou somente eu que me excedo. Só posso mesmo é cuidar da minha vida, no entanto.

Bem-vindo(a) a este lar virtual!

E mais simbolismo sobre a aranha







"Após ser picado por uma aranha modificada geneticamente, um jovem órfão ganha incríveis poderes similares ao de uma aranha. Inicialmente ele busca apenas ganhar dinheiro com seus novos talentos, mas logo ele aprende que grandes poderes trazem grandes responsabilidades e resolve lutar contra o crime sob o uniforme do Homem-Aranha. Dirigido por Sam Raimi (O Dom da Premonição) e com Tobey Maguire, Willem Dafoe e Kirsten Dunst no elenco. Recebeu 2 indicações ao Oscar."

(http://adorocinema.cidadeinternet.com.br)

Combater o crime?
Este combate já inclui um crime. Falamos de agressão e de psicopatias sociais múltiplas.
Reeducação do indivíduo que pratica o crime é muito mais importante do que combater o crime (Medida que se faz necessária infelizmente). A sede de vingança também não
se combate. Então, como precisamos de Amor Universal, pois não?


Bem-vindo(a) a este lar virtual!

sábado, maio 28, 2005

Testando o blog e mais




Refazer. Arrumar aquela partezinha ali de uma trama mal feita. A História se conta e reconta.
Assim são as vidas.
Teias... Muitas teias e aquela partezinha mal urdida ali onde mentiram.
Mentiram sobre o amor, sobre a vida, sobre a esperança.
Mentiram sobre as flores e a realidade da natureza além e aquém das humanas congecturas e especulações.
Mas sobre vida e esperança em seu fio: estireram sempre aqui e lá. Eu sei.
Uma aranha me contou.
Porque o medo da enorme aranha?
Eu que pensei em matá-la!
Ela só queria me dizer isso que agora lhes digo.
E trouxe esperança sobre a Justiça, o Amor, a Paz e sobre a sensibilidade que só se faz simples pelo
trabalho constante do ser em ser o que é,
independente da opinião destas pessoas que não pretendem observar bem o trabalho de uma fibra bem feita e julgam sem olhar o avesso e perscutar o lado de dentro.
Assim é a vida.
Trabalhos não só de construção da matéria e do intelecto, mas trabalhos da alma são teias, são fibras...
E as pessoas que se agarram ao poder e a aparência não sabem o que a verdadeira força e a verdadeira coragem.

A aranha pode ter seu veneno às vezes, mas é um símbolo que nos explica que estamos mergulhandos num mundo de separatividade e
isso é muito triste. A culpa é minha. A culpa é sua. Uma trama firme não vale a pena através da máfia por outro lado, para dar um exemplo bem forte. Por isso a trama muitas vezes acaba sendo um trabalho individual, mas existe e pontos soltos desmancham o trabalho que deve começar novamente. Quanto a algumas costuras: pode ser, mas cuidado.

Há uma trama de morte por sobre algumas téias também. A aranha captura outros insetos que ficam ali presos e sem ação. A sim é a mentira com as suas tramas de uma lógica imperfeita e fácil. Compreensível. Bem mais compreensivel do que a lógica da vida que nos escapa e está além das nossas mentes.

Tudo é relativo no simbolismo e possui um lado bom e um lado ruim. O que mais assusta na aranha é seu veneno. Que como todo veneno ele também possa significar cura e remédio.

A teia ainda é como a fibra da nossa pele quando se forma cicatrizando feridas. Traumas são como feridas que não cicatrizam e ficam mal curadas. Doem de vez em quando. Uma teia pode se fazer e refazer infinitamente enquanto a aranha estiver viva. Alguém a salvou e ela esta viva. E estamos protegidos do seu possível veneno.

Urdidura. Trama. Teia.
Aranha aranha a Espanha. Acho que é isso e mais um pouco.


Bem-vindo(a) a este lar virtual!

Jornada da Alma




Um filme... Um livro...
Alguém que está entrando para a história com mais força: Sabina.

Sabina, esta paciente de Jung. Esta moça a princípio muito louca que se tornou uma médica psicanalista revolucionária e que criou uma escola para aplicar teorias libertárias em crianças muito pequenas.

Sabina e a cura pioneira. Sabina e sucesso de seu médico amante. Uma judia russa muito linda que amou Jung eternamente... Sim...você irá saber disso tudo, se quizer e tiver sensibilidade para tanto.

Sabina e a canção "balalaika", seus códigos de únião com a mente e com o coração...Sabina ensinando como se pode amar até o fim e oferecer a cabeça para ser dissecada e recebe uma alma em forma de pedra para tomar conta. Sabina que imagina tantas loucuras e comete algumas e outras apenas imagina sem nunca deixar de criar e de ser.

Sabina é descoberta em um mundo em que o feminino se afirma mais uma vez de forma diferente e por sincronissidade da forma "Sabina", da forma amorosa e feminina de Sabina que também trás poder de ser mulher.

Sabina e uma lua plena, cheia de novas revelações que quem sabe transformarão mais uma vez a ciência e o nosso mundo em algo mais humano como paulatinamente vem sido feito e destruido sucessivamente. Vice-versa...versa-vice...

É muito importante sabermos hoje que há uma alma nas pedras e pedras nas almas. Mas, nós vamos reagir, derreter as pedras e os corações petrificados. Nós, os loucos...



Bem-vindo(a) a este lar virtual!

Uma amizade*um rompimento



"A fecunda e tumultuada amizade entre Freud e Jung, nas palavras de Paul Roazen, é um dos marcos da história do pensamento e da cultura ocidental.
O rompimento dessa amizade entre os dois maiores cientistas e sábios do século impediu a continuação de uma parceria que poderia ter contribuído para um desenvolvimento ainda maior da ciência da psique e para o alargamento dos horizontes de conhecimento da interioridade do homem.

Muito já se disse e se escreveu sobre o assunto. Mas não há conclusão que se imponha de modo a silenciar a polêmica que se arrasta e prossegue entre os discípulos menos avisados de cada um dos mestres.

Relacionamos a seguir textos que iluminam a questão, embora alguns dos seus aspectos permaneçam obscuros e possivelmente nunca venham a ser completamente elucidados. Talvez porque sejam manifestações cujas origens estão fincadas nas mais abissais regiões do inconsciente dos protagonistas.

De qualquer sorte, talvez seja necessário àqueles que se propõem seguir as orientações teóricas de Freud ou de Jung ou, ainda, de Freud e Jung - mergulhar na história dessa turbulenta amizade e extrair as suas próprias conclusões. É possível que esse mergulho termine por ser um encontro pessoal de cada um com a sua própria verdade. Um confronto rico e saudável com o seu inconsciente. Então, quem sabe, talvez tenhamos aprendido a lição maior desses mestres segundo a qual pessoa alguma pode acompanhar ou orientar uma jornada que ela mesmo não a tenha feito.

O confrontar-se com o inconsciente e o defrontar-se com a própria sombra parece ser o exemplo maior de coragem pessoal e honestidade intelectual que Freud e Jung legaram às gerações de estudiosos da alma humana que os sucederam.

Esse entendimento poderá ser útil à compreensão aprofundada das teorias do Dr. Sigmund Freud e do Dr.Carl Gustav Jung.

E, parafraseando o bardo inglês, o resto é silêncio!



AMIGOS ÍNTIMOS, RIVAIS PERIGOSOS - A turbulenta convivência de Freud e Jung
Duane Schultz
Rio de Janeiro: Rocco, 1991 - 274 p.
O autor, psicólogo e pesquisador da história da psicologia e da psicanálise, apresenta um relato claro e objetivo da turbulenta convivência entre Freud e Jung.
CORRESPONDÊNCIA COMPLETA DE SIGMUND FREUD E CARL G. JUNG
William McGuire (org.)
Rio de Janeiro: Imago, 1993 - 651 p.
Contém a correspondência de Freud e de Jung no período de 1906 a 1914.

FREUD E JUNG - Anos de amizade, anos de perda
Linda Donn
Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991 - 358 p.
Percorrendo a trajetória da amizade de Freud e Jung, desde o início até o tempestuoso conflito que levou ao seu rompimento, a autora mostra o trabalho que os dois cientistas realizaram para dar forma e substância à psicanálise e, por fim, focaliza o lastimável conflito que impediu a continuação da amizade e da colaboração científica entre os dois maiores estudiosos da mente humana de todos os tempos. "






Bem-vindo(a) a este lar virtual!

quarta-feira, maio 25, 2005




"C'est le temps que tu as perdu pour ta rose qui fait ta rose si importante."

"O tempo que perdeste com a tua rosa é que a faz tão importante."




Bem-vindo(a) a este lar virtual!

Redescobrir quando os olhos da mente já não são os mesmos... Redescobrir que lições antigas preciosas e significativas, embora simples, restam até hoje. Redescobrir no original em Francês...Que bom!

Só não pensem que eu achei todo o livro na internet. Achei somente uns trexinhos e estou tendo dificuldades para traduzir abaixo de dicionário. Não pude continuar a estudar Francês, embora goste, como muitos brasileiros que já têm mais bagagem na Lingua Inglesa e devam continuar por aí.

E se eu tivesse estado atenta a tudo que me tocou o coração e aprendi, sem nunca ter um dia desprezado a simplicidade e significado de coisas simples e profundas não teria talvez passado por alguns momentos muito tristes de minha vida. Teria me preservado como a rosa numa redoma, mas por outro lado não saberia dizer estas palavras que escrevo agora. E os olhos de desdém da juventude e a beleza efêmera e eterna das rosas tem a mesma beleza o mesmo encanto, o mesmo deleite e os mesmos espinhos na intensidade de vida que isso encerra. Que muitas coisas possam ser redescobertas como se fosse a primeira vez! La premier fois...Gente velha adora matar saudades. He...he... Piaget explica.



A união de Dorothéia





dura até hoje. Ela me pediu aqui para não dizer a sua idade. Tem problemas com isso e está economizando a anos para uma cirurgia plástica que já deveria estar fazendo aos poucos para não doer muito. Parece que ela vai esticar tudo.
Mas, o que eu quero dizer mesmo com isso é que as pessoas têm sempre bolas de cristal na sua frente e não sabem ler o futuro. Os olhos dizem tudo o que vai acontecer numa relação. Dizem da resistência as brigas, da resistência ao problema dos filhos em conjunto, filhos e sobrinhos de outros casamentos, da resistência fiel do amor à rosa cultivada que é a relação amorosa.
...Enfim, acho que os olhos dizem tudo que achamos que sabemos ler mas não sabemos. E ouvimos e vemos muitas vezes aquilo que queremos ouvir ou ver. Somos tão inteligentes e tão burros!



Bem-vindo(a) a este lar virtual!

sexta-feira, maio 20, 2005



E quando fores te defender pessoa bonita, use as armas mais apropriadas possíveis! Muitos não sabem se defender e vão dizer apenas que estão esperneando na defesa, pois precisam aprender melhor desta arte.
Ela exige persistência e pode se transformar numa longa trama, onde é sempre preciso chegar ao fundo da questão, a raiz, sem mentiras, pois a verdade é uma das melhores armas que possuimos ao nosso alcance.

Quem defende a si mesmo pode defender muito bem aos demais. Embora assim, eu já defendi muitas pessoas injustiçadas antes de chegar em mim e comigo eu venço um desafio maior por estar envolvida em minhas próprias tramas e dificuldades. A arte da defesa está crescendo e venho me tornando uma pessoa cada vez mais condizente com a minha própria dignidade.




Bem-vindo(a) a este lar virtual!

Dorothéia







estava meio tristinha. Ela tinha conseguido colocar muito bem os seus direitos e isso estava agora lhe sendo cobrado com muita frieza da parte do marido. Ela sabia que com frieza não poderia competir.

"A indiferença que eu mostro a certos homens como meu pai e meu marido são insuficientes diante da capacidade deles de serem frios e indiferentes sob seu mundo mais próximo. Por isso nem pensar em competir com a frieza. Eu acho que quero mais é procurar a minha tia que tanto gosta de mim."


E procurou. Tomaram um chá de bergamoteira que também é bom para cólicas e a tia fez um quadrinho para Doro pendurar no quarto dela e olhar todos os dias de manhã. Ela fez em tricô e com outros apetrechos que tinha em casa. Só não usou o computador para fazer isso porque a tia recém estava começando a se informatizar através de um programa especial para ela.
Dorothéia levou com cuidado o quadrinho para casa e recitou em voz alta aquilo que ela precisava decorar no momento: a frase contida naquele trabalho da titia. Já sabia que muito respeito ela estava se dando e se permitindo dar limites para não invadirem o seu lar de forma leviana e irresponsável como tantas vezes ocorrera quando ela não sabia se defender nada bem.

*Defender-se também é um aprendizado espiritual.




Bem-vindo(a) a este lar virtual!

terça-feira, maio 17, 2005


Testando




Bem-vindo(a) a este lar virtual!




All posters.


Bem-vindo(a) a este lar virtual!

Vai passar.


É só uma nuvem.

Bem-vindo(a) a este lar virtual!

Meu valor



Hoje o meu valor está bem aqui .
Aqui dentro...
Não importa se um daqueles
que me conquistaram
e acharam por bem me levar
consigo pela vida como uma coisa
me diga que não sou boa o bastante e
que tudo não vai dar certo para mim.

"Eu sou boa o bastante."
Vou realizar o meu eu sou no mundo
para que ele se aproxime cada vez mais
do Eu Sou.

O que eu disponibilizo de mais precioso
sou eu mesma. Nada mais precioso do que
um ser vivo como eu sempre digo.

Estou dizendo coisas muito boas para mim
mesma para levantar o meu astral e ficar bem,
para poder continuar levando o barco, mesmo
com a corrente contrária que me empurra
para o fundo. A gente de vez enquando
encontra um repuxo assim. Sei disso porque
quase morri num repuxo, mas os repuxos se
vão e ficamos com a nossa vida.



Bem-vindo(a) a este lar virtual!

segunda-feira, maio 16, 2005

Mulheres! Credo!


Ao contrário do que li a respeito acho que
é própria das mulheres ter menos pé no chão
do que ocorre com os homens. Estes sim
querem toda a aparência. Tudo precisa ficar
bem: a gravata, o colarinho, o sapato...
As custas das
mulheres solidárias e "maternais" puderam
durante muitos anos de sociedade ter suas
amantes e ficar bem em tudo e engomadinhos.
Alguém fornecia toda esta estrutura:
a esposa e as prostitutas mais profissionais.
Sem esposa alguns homens não
teriam amantes. Já a mulher, para não se
rebaixar calava-se e assim ainda tem sido.
Mas, as coisas vão mudando. Hoje existem
relações virtuais. Onde quer que eu tenha
me metido para falar com algum homem
casado, lá estava a esposa mostrando-se
dona. Teve uma vez que eu estava lendo um
site de um homem casado e comentando e
eis que na segunda ou terceira vez que estive
lá estava escrito: Conheça também o blog da
"Fulana de Tal". Era a esposa. Fui conhecer
realmente e fiquei sem os dois, pois eu só
gostava do jeito do moço escrever, embora ela
também escrevesse bem. Quem gostasse do
blog dela poderia ser destas mulheres que
gostam de mulheres. Era uma menina
cheia de sensações como aquele pingo d'água
que a gente descreve que escorre pela pele
molhada do banho de mar com gosto de sal.
Algo neste sentido. Credo! Outra vez era a
mulher e a filha que nunca tinham ido no
blog do senhor de prosa interessante a
comentar e elogiar esclarecendo que amavam
e eram donas de todas aquelas palavras
que desde o começo já haviam percebido como
sendo lindas de morrer.
E tem um homem aqui em casa que só tem
mulheres com menos de trinta anos em seus
links e duas já quizeram saber porque ele fechou
as portas para os coments. Filhas, eu não sou
boazinha! Eu sou como qualquer outra mulher.
Não vou sustentar relações que o homem que
divide tudo que tem aqui dentro comigo não
sustentaria se estivesse só, pois nesse caso eu
não poderia dar nenhum oi para ele, pois eu sou
uma mulher considerável para outras mulheres ao
menos ou infelizmente quando estas me excluem,
pois percebem o perigo que correm comigo.
Pretendo relações responsáveis. Eu posso ser como
aquela moça que eu inventei que escreveu sobre
o pingo d'água (na verdade ela escreveu sobre
coisas semelhantes) Talvez não tenham paciência
comigo, mas por hora eu faço parte deste kit completo.




Bem-vindo(a) a este lar virtual!

Quando estiveres te sentindo só



Percebi que a cura da minha ferida
está na tua tua ferida e trago isso de longe:

"Busque mesmo que no vento, palavras de alento quando as bocas que estiverem mais próximas não falarem mais para você.Busque palavras estas, que digam com sinceridade, e proponham finalmente a serenidade, a paz, a calma que tanto merece.Busque, sem parar, sem fim. Grite e escute a própria voz que sai da sua boca. Boca esta, que fala como você gostaria que falassem com você.Sim, sua voz. Música, canção, melodia que reconhece como parte sua. Algo que não lhe fará mal.Escute o eco, e procure sua origem. Vire-se de um lado para outro e deleite-se com a perfeita paz de seu próprio alento.Porém, se a audição apurares, verás que o teu alento não volta de forma ímpar.Verás que lhe é chegado um outro alento, vindo de uma boca, que não a sua.Uma boca que fala teu nome com paixão, que reza todos os dias por você, que no meio de toda a sua solidão vem te acalentar.Boca que chama, reza, beija e se abre em um sorriso pleno quando vê esta mesma luz saltar dos lábios teus.Então o mundo fará parte de um todo consciente na intenção de deixar de lado o fardo pesado de um passado indo rumo à novos horizontes no presente.E a partir de então, perceberás que a solidão não é mais a sua única companheira, e também que esta mesma boca que te chamou, acalentou e rezou por você, estará sempre do seu lado para te iluminar com um sorriso igual ao teu quando precisar..."(A.Alex.B.C.)

Achei por acaso em um blog da AOL e encontrei consolo nestas palavras que estão me curando junto a minha própria presença, pois sei que o ser
é sagrado e não mais de desqualifico quando fazia quando me desesperava.




Bem-vindo(a) a este lar virtual!

Eu achei que



Sabia o que era solidão,
mas idéia
não estava amadurecida ainda.
Hoje ou neste instante me
sinto menos só estando só e
posso saber que solidão é um
estado interno
do ser e não é
dada por ausência de criaturas.
Experimentei todas as facetas
da solidão.
A solidão boa, a ruim,
uma carência exprema...
O grito
mudo do desespero me atordoa
insone.
Pela porção do amor
ao meu dispor bem rara,
mil disputas se insinuam
com ares de inocência
sensual de egos famintos.
E quando diante dos homens
me deparo:
homens para
quem ofereci a alma para
que
a sugassem como fruta
percebo que um e outro jogaram
fora as sementes de tanta vida,
luz e alegria.
E na minha frieza herdada
que a muito me congela
ecoa ainda profundo desejo
de alma:
instinto de acasalamento
nas suas últimas consequências.
Sublime sensação e sentimento
podemos chamar
de Amor se o orgulho nos
inflama seres humanos.
E
do lixo onde me pusseram
me
recolho. Olha aqui, meu Senhor,
sou eu,
tua criatura. Me toma
nos teus braços e me consola,
porque
em meio a seres queridos
e até mesmo de pessoas que
me querem bem, só tu podes
fazê-lo!
É proibido nesta terra
lar morrer desamor,
Aqui onde se
pode morrer apenas de guerra,
Dor, fome ou atropelamento.
Por isso eu quero forças para
continuar
viva e poder ver o
que tiver de ser, assim de alma
lavada,
sem me arrepender de
lutar para ser feliz e carregando
dentro de mim um alento e
esperança
de saber que é assim
mesmo a vida, não é fácil...

E quando me dou conta eu deveria saber que a muito tempo não sou mais deste mundo se estou no mundo, mas insisto em me vestir das mesmas vestes mundanas daqueles que alternam felicidade e tristesa.


Bem-vindo(a) a este lar virtual!

Querido Jesus!



Comenta meu blog e me tira esse espinho do peito que eu estou muito sozinha neste mundo e sinto muita tristesa. Não quero falsidade, não quero mais obrigações comigo. Eu quero muito amor. Tem um buraco aqui dentro. Me acuda!!!


Bem-vindo(a) a este lar virtual!

domingo, maio 15, 2005





Estamos aqui para sermos curados e para facilitar muitas curas. Uma luz verde representa esta verdade. Uma luz verde harmoniosa nos envolve sempre que nos entregamos a esta energia nos sentindo protegidos e amados por este amor que brota do centro do nosso
ser.

"Bem no centro do meu ser há uma fonte infinita de amor.
Deixo este amor vir a tona" (Louise Hay)

Bem-vindo(a) a este lar virtual!

sábado, maio 14, 2005

Das frases feitas que



eu mesma faço.

E se eu não amasse ninguém?
Sem essa de "de quem eu gosto nem as paredes confesso" (...)
Esta música me parece tão engraçada quando triste.
Prefiro Calabares- Chico Buarque- 19...não sei não...

"Oh, musa do meu pago,
oh minha mãe gentil,
..."


Também é tristemente engraçada esta música.

"Quizás, quizás, quizás..."

O cara fica pensando se quer ou não quer,
se beija ou não beija...
Trágico cômico também.

Eu toco músicas desse gênero, não repara.
Hoje mesmo toquei "De quem eu gosto"
em Português de Portugal porque
não tenho as cifras de Calabares, ou seria
Calamares, cata conchinhas ou calaboca...

É que

"...liricamente chooooooro..."

Hoje saiu legal a música caminhando e
cantando. Deu o estalo. Eu senti.

Não consigo lembrar de uma música alegre.
Talvez: "Do you wanna dance under the moon ligth?"
Ah...Isso sim. Vamos nessa, baby!

A fleuma...
O jogo orgulhoso de quem vai dar menos...
O frio no cobertor de lã...
Esta falta que eu sinto que eu dou e que
eu não dou...
Porque eu sou uma boba? (a pergunta é só
prá mim)


Bem-vindo(a) a este lar virtual!







Bem-vindo(a) a este lar virtual!



Eu ia narrar um fato aqui, mas não vou mais. Eu não sou muito de histórias cheias de detalhes engraçados e peculiares. Ainda mais que é um fato sobre a vida de outra pessoa. E estou esperando que alguma flor de escrita brote. Aí eu te digo.

Só vou dizer que se o Régis, meu marido, tivesse trazido um "Paco Rabanne" para ele do Paraguai teria sido um perfume falsificado e é melhor não fazer nenhum escândalo em algumas lojas Paraguaias como ele, exatamente, não fez, ou quem tem razão pode ir preso. Foi engraçado quando ele me contou esta história.

O que tem de bom mesmo no Paraguai são as cataratas. Estas são lindas. Eu estive lá com cinco anos de idade e até hoje me lembro delas e de como eu me sentia corajosa subindo aquelas pedras para poder alcançar vistas daquilo tudo que minha mãe escolhia provalvente para bater suas fotos, como o Régis fez com a máquina digital. Um encanto!

Esta foi a melhor novidade depois dos caquis maduros que eu tenho saboreado,do novo café Elvis que eu aprendi a fazer na ZH, dos beijinhos dos meus amores, das muitas palavras pronunciadas em Inglês, dos desenhos e dos artistas que eu vejo, dos florais que tem limpado minha tristesa, do gato Luar, do...da...de...duuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu...

Uma saudade: "de tudo o que eu ainda não vi"
E sei que verei muitas coisas
com estes oios que a terra há de comer,
pois estes viram muito, mas eu
sei que ainda não viram de
tudo e estão para ver
mais e mais e mais...

Tudo de bom!



Bem-vindo(a) a este lar virtual!

sábado, maio 07, 2005

Obrigada porque sou mãe!



A experiência de dar e receber o carinho na condição de mãe é gratificante e realizador e nos ajuda a enfrentar muitas barreiras, a resolver muitos problemas através do amor e da coragem e amanhã eu vou receber e dar meu carinho para meus filhos e para minha mãe. Apesar de haver alguns conflitos de quando em vez é isso o que eu faço todos os dias e eu amo muito meus filhos e a minha mãe. A vida é muito mais bela por causa deles. Ser mãe pode ser muitas coisas, conforme conceituam, mas não há conceituação que possa superar a realização que é ser mãe de alguém ou ao menos não tendo esta possibilidade de sê-lo, ter a satisfação de ser uma pessoa maternal e bondosa, alguém capaz de dar colo, de consolar, de ajudar a crescer...Todos podemos ser assim para com o nosso semelhante quando nos colocamos mutuamente na condição de seres humanos.





Bem-vindo(a) a este lar virtual!

terça-feira, maio 03, 2005

Aprovação do Luar



O tal de award ficou bem melhor agora.
Veja ao lado, na borda do blog
a aprovação do gato luar.
Saiba se você merece ou não, pois o gato
Luar é um gato muito gente fina.

Bem-vindo(a) a este lar virtual!

Enganos e desenganos


Sobre a pequena mentira que falei a pouco.
Não está bem claro. Mas, foi mais um engano.
Só isso. A pouco se esclareceu e creio que estejam
acontecendo revelações de uma forma rápida.



Bem-vindo(a) a este lar virtual!

Eu retirei o mural



A quem comentou no mural, muito obrigada!!!
Como o blog não está tendo comentários de forma
alguma eu retirei o mural. Sei no entanto que tem
gente que vem aqui. Talvez a minha maior inimiga
venha aqui. Será que eu sei quem é meu maior
inimigo ou maior inimiga? Não. Não tenho certeza,
mas sei que tem gente de quem é melhor ficar bem
longe. Infelizmente, pode ser que quem mais me
observa seja quem não me quer bem, quem não
gosta de mim. Eu me sinto muitas vezes assim.
Isso pode ser bobagem.

Ah...Eu retirei o mural para ter menos trabalho, pois eu
sempre tenho uma coisa a mais para fazer que é conferir
se alguém comentou. Acho que vou fazer isso nos outros
blogs tb.




Bem-vindo(a) a este lar virtual!

O gatinho da sorte






Hoje sabemos que todo o ser da natureza é digno de respeito e a vida de todos os seres está muito além das nossas crenças e preconceitos. Certas
crenças que colocam
animais como fonte de azar vem de costumes medievais. Muito terror e maldade era espalhado no mundo e não só muitos seres humanos foram maltratados na época como também animais. Os animais tinham responsabilidade penal.
Hoje, felizmente quem maltrata um animal vai para a cadeia e a população não costuma usar como circo pessoal espetáculos de horror como ocorria em praças públicas ao menos no país em que vivemos. O Brasil afinal, tem muitas vantagens e uma delas é a compaixão pelos demais seres. (Embora, tenha gente que não aceite isso e seja brasileiro)

A lenda do gato preto é assim:
Se passar um gato preto em direção a você é sorte. Se afastar-se é azar. Esta é a lenda popular. Para que seja é preciso que isso seja aceito como verdade simbólica. Um gato preto para mim é sempre uma sorte. Aquilo que parece azar muitas vezes na vida da gente pode estar evitando algo pior. As situações que nos parecem piores são como os requiens, desastres...Sorte é dar uma volta por cima. Sorte é poder receber consolo de verdade no coração depois de algumas desgraças. Sorte é a gente poder ser feliz depois de perder um grande amor. Morar num castelo de cristal e sentir-se sempre ameaçado achando que ter é mais do que ser é um grande azar. Mesmo ter um amor pode ser azar se não somos amados pelo que somos e não amamos aos demais pelo que eles são, mas pelas nossas idealizações. Sorte e azar como todos os opostos são como as faces de uma mesma moeda, neste mundo tão relativo.

Você tem um site e quer a aprovação do Luar, o gato mimoso? Então leve esta imagem. Sobre a imagem que pretendia ser um award ainda não está boa. Fiquemos com esta por enquanto. Eu pretendo me animar e fazer um award afinal. A anos minha amiga francesa pediu e nunca consegui fazer um award para ela. Estas coisas muito pequenas e muito visíveis são minha maior dificuldade. Não sou web master coisa nenhuma. Sou apenas uma artista de nascença.

Obs: O Luar é o gato mais lindo do mundo.


Bem-vindo(a) a este lar virtual!

Ruth Iara



perguntas.

Eu fiz direito.
Algumas pessoas maliciosamente ou não vêm me perguntar sobre Beltrano ou Ciclano e sobre fatos dos quais não há provas sobre certas hipocrisias. Pois, mesmo quem não tem direito não cita nomes, não fala do que não há provas quando tem alguma instrução e a vantagem de ter recebido mais da vida (sem contar com pessoas pobres e bem inteligentes). Eu posso ter sido muito burra em alguns aspectos da minha vida e reconheço profundamente a minha burrice emocional em alguns casos. Foi como naqueles dias em eu insisti para que comprassem a força o meu peixe por um centavo. Pode? Salmon ao molho de alcaparras...
Revisei meus enganos. Alguém sempre tira proveito da burrice alheia afinal. Mas eu não sou idiota. Não estou a mercê da esperteza de muitos e como tem gente esperta neste pais, minha nossa! Pois eu posso até cair num conto do vigário, pois já sei que existem grandes atores sem palco, mas eu não sou idiota.

Hoje estou a mercê da esperteza de alguns? De certa forma sim. Infelizmente.

Obs: Esperteza não é sabedoria. Qual a diferença para você? Se respondeu esperteza, você pode melhorar de vida. Se respondeu sabedoria, estamos juntos neste caminho, nesta busca em que nunca chegaremos, mas o importante é o caminho.


Bem-vindo(a) a este lar virtual!

Eu insisto:



Se a tua intensão não é sincera e é egoísta apenas:

Podes calar a voz da alguém, a existência de alguém, a importância de alguém. Podes colocar um rótulo e com embalagem e tudo colocar este alguém no lixo se achas que isso te ajuda a ser melhor. Todas as vezes que fazes isso, pessoa que desconhece a própria força e Deus dentro de ti, tu sentes mais medo e outros virão para ameaçar a tua própria insegurança ameaçando-te de perder aquilo que achas que nem sequer tens. Pois, então tu destrois, mentes, deturpas, usas pedaços que não são teus ao teu bel prazer e a tua volta fica tudo obscuro, pois já nem sabes mais quem tu és de dizes coisas que aprendeste mecanicamente que podem agradar a quem interessar possa. Não entendes nada de liberdade. Não sabes que ser livre é viver com verdade aquilo que realmente se é, passo por passo, num aprendizado constante e as coisas que tu tens ou fazes da vida são todas ilusões, ilusões que te escravisam te fazendo servir não ao amor, mas ao medo. Acorda! Revela-te e seja pessoa mais inteira!

Bem-vindo(a) a este lar virtual!

Mentiras doces?




Há dois anos atrás aconteceram registros de mentiras, palavras deturpadas e constelação de uma situação que é muito deprimente. Por isso algo precisa morrer dentro de mim. Que bom se todas as mortes pudessem ser instantâneas. Que bom se as pessoas conversassem e procurassem saber sem se iludir com medo que seus afetos se perdessem. Qual o amor
que resiste a verdade? Eu gostaria de saber, pois sei de um carinho já bem fraco que não resistiu a mentira e se extingüiu. E
de um amor aparentemente e quem sabe bem grande que resiste apesar
por causa mesmo das mentiras?
Hoje esclareci
um fato bem menos grave em que eu estava sendo usada pela mentira sem conseqüêcias muito sérias,provavelmente, mas era mentira e estariam me usando através dela. Há quem diga que as pessoas são usadas porque querem. Acho que não é bem assim. Acho que as pessoas são usadas pelas suas fraquezas e pelas suas couraças, pois desconhecem a própria força e andam de muletas. Poderiam andar por largas avenidas arborizadas por onde penetra muito oxigêncio, mas preferem andar nos becos com a própria liberdade penhorada às custas de alguns afetos e elogios em certos casos.

Mentiras doces tem um fundo amargo. Este ficou para mim.

Bem-vindo(a) a este lar virtual!

domingo, maio 01, 2005

Ainda bem


que tem o ursinho.



Bem-vindo(a) a este lar virtual!





Bem-vindo(a) a este lar virtual!